segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Josué e os gibeonitas.

Texto Bíblico: Josué 9

            Aos leitores das Escrituras, o livro de Josué já é bastante conhecido, e a história relatada no capítulo 9 do referido livro também. Porém nesta passagem me chama a atenção o que está escrito no v. 14: “Então, aqueles homens israelitas tomaram da sua provisão e não pediram conselho à boca do Senhor”.

            Josué até aquele momento já havia conquistado nações, e as vitórias trouxeram-lhe experiência tanto na guerra como na administração frente ao povo israelita. O fato é que as vitórias só foram conquistadas porque Deus estava à frente de Josué e do povo. Negligenciar a providência divina agora custaria ser enganado pelos gibeonitas.
 
            O capítulo em questão nos deixa grandes lições, nas quais observamos que a aparência não é tudo. Deus havia ordenado a Moisés ainda antes de adentrarem na terra prometida, para possuir toda a terra e destruir os moradores que havia nela (Dt. 7. 1-2), e os gibeonitas temerosos pelas notícias que chegavam até eles sobre as conquistas israelitas, temeram por suas vidas (Js. 9.24) e por isto armaram um astuto plano para enganar Josué, dizendo que eram de uma terra muito distante, porém residiam aproximadamente 35km de distância dos israelitas.

            O fato é que Josué nesta oportunidade não consultou ao Senhor, como nas outras conquistas, e também se deixou influenciar pelos seus companheiros. Talvez as experiências adquiridas fizessem de Josué um homem destemido e seguro de suas ações, mas ignorar a palavra de Deus custou-lhe proteger um povo ao qual Deus havia dado ordens para destruí-lo (Dt. 7. 1-2).

            Por mais experiente que seja uma pessoa (cristã em especial), jamais se deve tomar atitudes sem antes entregar tudo nas mãos de Deus, o qual tudo sabe, tudo vê, e sabe qual será nosso passo amanhã. Por isto devemos sim, em tudo, colocar nossos planos nas mãos de Deus. Como diz parte da letra do hino 547 do Cantor Cristão, “as nossas ações e palavras dão ceifa de trevas ou luz”!


Em Cristo,
André Gonçalves.

Um comentário:

PATRÍCIA TELLES disse...

Ótimo post. Com certeza as nossas ações devem estar voltadas ao criador. Nossas decisões precisam estar pautadas na Palavra. Parabéns! Que o Senhor Jesus abençoe muito este blog e seu ministério.

http://missoes-patriciatelles.blogspot.com
http://missoes-vale.blogspot.com

Related Posts with Thumbnails