sábado, 18 de fevereiro de 2012

Separados para fazer a diferença.

      “...Eis que tenho observado que este que passa sempre por nós é um santo homem de Deus.” II Reis 4.9b

            A narrativa bíblica de II Reis 4, a partir do vs 8 conta a história dos acontecimentos que sobrevieram a família de uma mulher sunamita. O profeta Elizeu em suas viagens frequentemente passa por Suném, que ficava perto de Jezreel.

            Não vou me deter nos acontecimentos que sobrevieram sobre esta família, em especial à própria sunamita, o milagre desta conceber um filho, a morte do filho e a providência divida em restabelecer-lhe a vida. Mas quero falar o que chamou a atenção daquela mulher.

            O vs  8 começa dizendo que Elizeu dirigindo-se a Suném, havia naquele lugar uma mulher a qual o vendo passar seguidamente por ali o constrangeu a comer pão. E toda vez que Elizeu passava por aquele lugar, chegava para comer pão. Mas algo me chama muito a atenção nesta historia, pois o vs 9 conta-nos que aquela mulher disse ao seu marido: Eis que tenho observado que este que passa sempre por nós é um santo homem de Deus! Tendo ela esta certeza, propôs junto com seu marido em fazer um quarto para toda vez que Elizeu passasse por aquele caminho, tivesse ali um lugar para repousar.

            Neste ponto está a diferença de quem verdadeiramente anda com Deus. Outrora nos dias de Elias havia muitos profetas, porém serviam a deuses e não ao verdadeiro Deus. Até aquele momento Elizeu não havia realizado nenhum feito poderoso para que aquela mulher viesse a observar que ele era um santo homem de Deus. A vida de Elizeu foi a pregação para aquela mulher.

            Não diferente a história se repetiu através dos séculos, onde sempre teve um remanescente fiel que fez a diferença. Ser um servo/serva de Deus não precisa andar tocando trombeta anunciando que é cristão, pois sua vida através de suas ações fala mais alto.

            Eu fico maravilhado com a Palavra de Deus, e quando medito no Sl 1, e ver aí a característica dos servos de Deus: “Bem aventurado o homem que não anda segundo o conselho dos ímpios...”. Pode uma fonte jorrar água doce e salgada? Não pode. Por isto o ímpio não tem bom conselho para dar.

O restante do Sl 1 deixo para você meditar: “...nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores, antes tem seu prazer na lei do Senhor, e na sua lei medita de dia e noite.
Pois será como árvore plantada junto à correntes de águas, a qual dá o seu fruto na estação própria, e cuja folha não cai, e tudo quanto fizer prosperará.
Não são assim os ímpios, mas são semelhantes à moinha que o vento espalha.
Pelo que os ímpios não subsistirão no juízo, nem os pecadores na congregação dos justos, porque o Senhor conhece o caminho dos justos, mas o caminho dos ímpios conduz à ruína.”

            Quantas pessoas se identificam como igreja, mas não vivem no significado da palavra “tirados para fora”. O mistério de servir a Deus está nas palavras de Jesus quando orava por seus discípulos: “Dei-lhes a tua palavra, e o mundo os odiou, porque não são do mundo, assim como eu não sou do mundo” Jo 17.14. Estamos aqui, mas não somos daqui. Esta vida é uma estrada que nos conduz a eternidade, porém a dois caminhos a seguir: Cristo Jesus, a porta da salvação (Jo 14.6), ou o caminho espaçoso e largo (Mt 7.13), que conduz a perdição eterna.

Medite nisto!

Em Cristo,
André Gonçalves.

2 comentários:

Newton Carpintero, pr. e servo disse...

Prezamado André Gonçalves,

A paz amado!

Siga em frente com a responsabilidade que o Senhor colocou diante dos teus olhos, mentes e coração.

O Senhor seja a sua força, a sa sabedoria, o seu conhecimento e te proteja com o discernimento entregue aos atalaias..

Nada é tudo quando estamos nas mãos de Deus. Por isso nada somos para o mundo se vivermos para Deus.

O menor de todos os menores. Um Tradicional Pentecostal.

André Gonçalves disse...

Graça e paz!

Pr. Newton,

Grato pelas sábias palavras que nos motivam a seguir os passos do Mestre.

Não vamos deixar as ondas de um mundo em turbulência nos abalar, confiamos no Senhor e na veracidade das Escrituras que nos alegra e respalda.

Em Cristo,
André Gonçalves.

Related Posts with Thumbnails